Intervención Nilton Souza Da Silva, en la plenaria de la 110a CIT de la OIT

Senhor, presidente, gostaria de saudar e parabenizar ao diretorgeral da oit, companheiro, guy ryder , pelo importante trabalho durante seu mandato na condução da oit, e pela memória apresentada a esta 110ª Conferência Internacional do Trabalho. também, gostaria de saudar e parabenizar ao sr. Gilbert Houngbo, novo diretor-geral eleito da OIT

● Nossa delegação da Alternativa Sindical Democrática das Américas, ADS,
está participando e contribuindo em todos os debates e intercâmbios
em cada uma das comissões da 110ª Conferência Internacional do
Trabalho da OIT.
● A ADS considera positivo o debate e os acordos tripartidos sobre os
importantes temas discutidos nas comissões desta 110ª Conferência
Internacional do Trabalho.
● Consideramos muito oportuno e assertivo a memoria do Diretor-Geral
da OIT, no qual se refere à preocupação com a situação dos países mais
pobres.

A ADS expressa profunda preocupação e repúdio à situação de
aprofundamento da exclusão social, pobreza, desemprego, ataques aos

direitos dos trabalhadores e à democracia na maioria dos países das
Américas e do mundo.

Rejeitamos e condenamos veementemente a guerra na Ucrânia e todas
as guerras. Expressamos nosso apoio e solidariedade a todos os
trabalhadores y trabalhadoras do mundo que são as principais vítimas
desses conflitos e guerras desastrosas, que geram crises alimentarias,
desemprego, pobreza, ruínas, ódio, autoritarismo e divisão entre os
povos de todo o mundo.
● Senhor Diretor-Geral, Guy Ryder, gostaríamos de agradecer a
homenagem póstuma que a OIT prestou ao nosso grande líder, Julio
Roberto Gómez Esguerra (QEPD) por sua importante trajetória
internacional e sua contribuição por muitos anos no Conselho de
Administração e nas Conferências Internacionais da OIT.

Denunciamos e rejeitamos perante esta sessão plenária da 110ª
Conferência da OIT, a posição sectária e antidemocrática no Conselho
de Administração da OIT, que inexplicavelmente não concedeu STATUS
CONSULTIVO à nossa organização ADS, inclusive violando princípios
fundamentais da liberdade sindical, um dos os pilares da constituição da
OIT.
● Solicitamos respeitosamente que o na próxima reunião do Conselho de
Administração da OIT seja concedido o STATUS CONSULTIVO para ADS.
● A ADS representa mais de 25 milhões de trabalhadores de 23 Centrais
Sindicais de 15 países da América Latina e Caribe.

Em nosso II Congresso Continental realizado em maio de 2022,
reafirmamos nossos princípios e valores pela defesa dos direitos dos
trabalhadores, pela autonomia sindical, liberdade Sindical, justiça social,
desenvolvimento sustentável, defesa do meio ambiente e da
democracia.
● Nesse sentido, estaremos sempre dispostos a trabalhar em unidade de
ação sindical em questões de interesse comum, com outros setores
sindicais e sociais nos níveis nacional, regional e global, para fortalecer
o diálogo social e o tripartismo nas Américas e no mundo.
¡MUITO OBRIGADO!

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Translate »